CRÔNICAS

 

 

A amiga que vejo ao longe...

Mel de engenho

Aconteceu comigo

Moça triste

A dor de quem ama e é feliz

A importância da educação

Mundo em desencanto

A influência do bem e do mal sobre nossas vidas

No limiar da solidão?

A moça de Araraquara

Nossa língua portuguesa

Aprendizes de ditadores

A saudade dela

O meu pai

A solidão da vida moderna

Por um mundo melhor

Amor, amizade, solidariedade...

Por uma consciência ecológica

Ao cair do tempo

Quando a relação acaba...

Aquele olhar

Saudade

Clarissa

Sem limites para amar

Coisas da mídia

Simplicidade: mais que um modo de vida

Crepúsculo da Vida

Solidariedade, onde andas?

Cruéis são todos os preconceitos

Somente um adeus...

Cruel legado

Sonhos elevam a alma e ajudam a viver

Desapego

Sutil violência

Tempo

Despedidas

Tempo de esperança

Diferenças radicais

Tempo dos quintais

Do abandono à certeza de amar outra vez

Travessa da Baixa Verde, 109

É claro, Ana Emília...

Um convite

Entre o sonho e os limites da realidade

Vez e hora da mulher brasileira

Hoje...

Vidas que contemplam

Incoerências humanas

Vôo 231. Rio-Recife

Manhãs de domingo

 

 

 

 

 

Página Principal